Quem traí uma vez pode trair duas vezes, diz estudo

Quem traí uma vez pode trair duas vezes, diz estudo

Muitas pessoas que cometem atos de infidelidade durante um relacionamento tendem a repetir o ato quando têm chance. E isso não é senso comum, mas sim, fatos apontados por estudos científicos no campo comportamental.

Um estudo recente da Universidade de Denver, no estado americano do Colorado, apontou que pessoas que já traíram 1 vez, têm 3,5 vezes mais chances de trair duas vezes ou mais.

O estudo foi conduzido com 484 pessoas entre 18 e 35 anos.

Os participantes foram acompanhados durante cinco anos, com checagens a cada 4 ou 6 meses.

Eles responderam perguntas sobre seus relacionamentos, incluindo se mantiveram relações sexuais com outras pessoas além dos parceiros desde que entraram em um relacionamento sério.

O estudo não considerou pessoas que estavam em relacionamentos abertos ou aqueles que mantiveram triângulos amorosos de forma consensual, nem relacionamentos online que não incluíram relações sexuais. Dos entrevistados, 32% admitiram ser infiéis e desses 45% traíram de novo.

As causas dessa infidelidade em série ainda são estudadas, mas os valores morais e exemplos familiares são fatores importantes.

Ainda assim, saber que o parceiro já foi infiel é uma boa forma de estar ciente de que isso vai voltar a acontecer.

O estudo também mostrou que 22% das pessoas que foram traídas entraram em outros relacionamentos e voltaram a ser traídas.

Portanto, se suportar uma traição não é seu forte, o ideal é não ignorar os sinais e fatos exibidos pelo parceiro infiel no relacionamento.

 

Quem trair uma, vai trair duas vezes?

O estudo discutido acima oferece uma boa visão sobre a questão da recorrência.

Mas e se o parceiro não foi pego no flagra ou nega qualquer infidelidade? Como comprovar se uma pessoa é inocente ou culpada? E o quanto deve-se confiar na fala “eu mudei”, “não sou a mesma pessoa”, “estou mais maduro”, “não vou repetir o mesmo erro”?

A verdade é que é difícil confiar sem fatos e evidências claras sobre essa questão.

A traição pode ocorrer em qualquer fase do relacionamento, seja com casais jovens, de meia idade ou idosos. E pode ocorrer em uma fase onde o parceiro traído jurava que o relacionamento estava bem.

A surpresa e a decepção acabam gerando uma necessidade de negar o ocorrido.

O parceiro que traiu pode realmente se arrepender do ocorrido. Nesse momento de catarse, as promessas de fidelidade e de dedicação exclusiva um ao outro surgem com força total. Mas logo o relacionamento retorna ao cotidiano, pode retomar um curso de tédio e falta de novidades, ou de brigas e acusações.

E aí o terreno torna-se propício para novas traições.

Então além da ciência, que mostra o quanto a recorrência é comum, é preciso contar com informações e uma visão mais ampla do relacionamento e do que o parceiro que já traiu está fazendo para manter sua palavra.

 

Se você quer ter certeza se existe traição no seu relacionamento, nós podemos de te ajudar!

Compartilhar Post