Quais são as etapas de uma investigação conjugal?

Quais são as etapas de uma investigação conjugal?

Como saber se sua esposa ou namorada te traindo

Em uma relação conjugal, pode acontecer de um dos parceiros perder a fé e a confiança no outro, o que pode leva-lo a procurar a assistência profissional para expor a infidelidade do cônjuge.

Infelizmente, em muitos casos, uma investigação conjugal só confirma os maiores medos do parceiro que buscou a investigação, pois onde há fumaça, geralmente, há fogo.

Por isso é importante estar preparado para qualquer resultado possível antes de procurar um detetive particular e solicitar uma investigação conjugal. É esse o seu caso?

Uma investigação conjugal é um processo detalhado e se divide em algumas etapas:

Quais são as etapas da investigação conjugal?

Na primeira fase da investigação conjugal o detetive se concentra em obter o cronograma das atividades diárias do investigado.

Isso permitirá que o investigador acompanhe o dia a dia do investigado e seja capaz de detectar comportamentos suspeitos.

Se as circunstâncias permitirem, a residência também poderá ser monitorada por câmeras especiais e dispositivos de gravação.

A segunda e mais importante fase é a observação. O investigador torna-se a sombra do investigado e deverá estar presente em todos os locais onde ele for.

Todas as informações relevantes devem ser registradas, pois fotos e vídeos podem ser evidências e simplificam todo o procedimento de divórcio.

A última fase do processo de investigação é a conclusão, na qual o detetive apresenta as provas ao cônjuge que solicitou os serviços.

Essa é a parte mais dolorosa da tarefa pois uma relação que, possivelmente, levou anos para ser construída pode ser destruída em apenas um segundo.

Uma investigação particular é um processo minucioso e pode levar de uma semana até vários meses para ser concluída.

Quando a conveniência cria dúvidas

Além das investigações de infidelidade, os detetives particulares também investigam casos nos quais um dos parceiros suspeita dos motivos que o parceiro tem para se casar e teme que esteja se comprometendo em um casamento de conveniência ao invés de um casamento baseado em amor.

Em tais casos, o detetive geralmente se concentra em investigar o passado do investigado, em obter provas do seu caráter e, também, se ele é ou não fiel ao parceiro.

Independentemente do resultado da investigação, um relacionamento sem confiança mútua está condenado

Por um lado, se você descobrir que o seu parceiro tem sido fiel, corre o risco que ele descubra que você contratou alguém para segui-lo.

Nesse caso você estaria em apuros. Por outro lado, se suas suspeitas forem confirmadas, seu relacionamento ou casamento será destruído.

Se você decidir contratar um investigador particular deve estar preparado para enfrentar as consequências. Antes de decidir contratar um detetive particular para investigar o parceiro presumivelmente infiel, certifique-se de escolher um profissional confiável e com um histórico de casos bem-sucedidos.

Compartilhar Post