Investigação de paternidade e exame de DNA

Investigação de paternidade e exame de DNA

O exame de paternidade tem como objetivo verificar se um homem é realmente pai biológico de uma criança. Ele consta da comparação dos perfis genéticos do suposto pai e do filho/a. Os resultados deste exame são extremamente confiáveis e podem ser considerados definitivos.

Ocasionalmente, aparecem situações que demandam a verificação da relação parental entre uma criança e outra pessoa. Na maior parte dos casos, a maternidade é fácil de determinar, haja vista as condições genéticas e fisiológicas da criança e da mulher. No entanto, esta situação não é tão assertiva no caso da relação pai e filho. Quando existem dúvidas a respeito da paternidade, a melhor alternativa é recorrer ao exame de DNA.

Como é feito o texto de DNA

Como é feito o texto de DNAA investigação da paternidade é feita mediante um exame de sangue, mucosa ou outro elemento que ofereça material genético. Este consta de uma breve análise genética do presunto pai e da criança.

As células do homem e da criança são analisadas através de um exame de DNA e verifica-se a relação genética entre essas duas pessoas. Para que o exame seja positivo para a paternidade, diversas sequências do código genético devem ser semelhantes.

Quando pode ser requisitado este exame

As razões pelas quais um ente da justiça solicita o exame de DNA são variáveis. No entanto, os principais motivos para a solicitação deste teste são:

  • Dúvidas acerca da paternidade quando o relacionamento é recente, quando o casal passa por uma separação temporária. Este estudo também pode ser realizado a fim de confirmar a paternidade biológica em casos de adoção.
  • Muitas vezes, a mãe informa ao suposto pai que o filho/a pode ser fruto de uma relação anterior.
  • Os filhos foram separados pelos pais em tenra idade por diversas razões e solicitam um teste de DNA a fim de certificar o seu parentesco,
  • Os filhos descobrem a infidelidade entre os pais quando um deles falecem e desejam saber sobre a sua verdadeira filiação.
  • Questões judiciais envolvendo pais e filhos como pensões e solicitações de guarda.

A investigação de paternidade e o detetive particular

A ocorrência de qualquer uma das situações citadas anteriormente gera bastante desconforto entre os membros de uma família. Quando alguma delas é manifestada o ideal é contar com o auxílio de um profissional da área de investigação. Optar pela contratação de uma pessoa com experiência na área possibilita a complementação das informações.

Quando o detetive particular entra em ação, fica mais fácil compreender situações adversas e lidar com as informações de maneira mais tranquila. Sem dúvidas, a melhor alternativa é realizar o teste de DNA. No entanto, antes de dar este passo tão importante, o ideal é contar com informações que embasem a solicitação do mesmo.

Quer saber como podemos lhe ajudar? Entre em contato conosco e saiba mais informações sobre a investigação de paternidade.




Compartilhar Post