Como um detetive realiza uma investigação conjugal?

Como um detetive realiza uma investigação conjugal?

investigacao conjugal

A investigação conjugal é um dos tipos mais frequentes de investigação particular e a forma como o detetive irá conduzir o caso será essencial para as provas que serão coletadas e o relatório final.

A forma como é realizada a investigação conjugal pode variar de acordo com as especificidades do caso, entretanto, é comum que se siga uma linha lógica.

A investigação conjugal tem início com as informações disponibilizadas pelo cliente, para que o detetive particular possa fazer um primeiro levantamento dos dados e, assim, determinar quais os recursos que serão usados no caso, bem como quando iniciará o monitoramento.

Algumas informações necessárias no primeiro momento são:

  • Uma foto do investigado, para que o detetive possa localizá-lo;
  • Rotina do investigado com o máximo possível de detalhes conhecidos pelo cliente;
  • Modelo do carro e placa do investigado;
  • Quais as suspeitas do cliente em relação ao investigado;
  • Relato das possíveis mudanças comportamentais apresentadas pelo investigado.

A partir dessas informações, o detetive particular terá condições de determinar em quais momentos o monitoramento é mais relevante e como ele será realizado.

Como é realizada a investigação conjugal?

Após as informações coletadas anteriormente terá início a investigação efetivamente. É comum que casos de investigação conjugal tenham uma duração de 10 dias, em média, período no qual é frequente que haja um encontro extraconjugal para pessoas que mantém uma relação fixa fora do casamento.

O principal recurso usado pelo investigador particular é o acompanhamento da rotina do investigado e a coleta de provas do dia a dia, tanto para casos nos quais há a infidelidade quanto para os casos nos quais ela não é identificada.

O detetive particular irá usar o recurso de GPS para acompanhar todos os passos do investigado no período da investigação e assim poder identificar qualquer atitude suspeita, como uma mudança de caminho, alteração a rotina etc.

O monitoramento ocorre com a presença de um detetive particular profissional que poderá fotografar, filmar ou gravar qualquer situação anormal e que possa confirmar a suspeita do cliente.

Após o período acompanhando todos os passos do investigado, o detetive particular irá elaborar um relatório final com as conclusões da investigação conjugal e apresentar todas as provas da investigação, como as informações de localização, fotografias, vídeos e demais provas coletadas.

Compartilhar Post