Como atua o detetive particular?

Como atua o detetive particular?

Saiba como atua o detetive particular | Detetive Daniele

A profissão de detetive particular está em constante atualização, assim como a tecnologia utilizada para dar suporte às investigações realizadas, seja na área conjugal, familiar ou empresarial.

A atividade realizada pelo detetive é extremamente influenciada pelos recursos disponíveis para a condução da investigação, mas o trabalho também é composto por etapas prévias e posteriores ao processo investigativo.

O que o detetive particular faz antes da investigação?

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, o trabalho de investigação particular tem início antes mesmo do monitoramento propriamente dito.

O detetive, antes dessa etapa, faz uma análise prévia sobre o investigado para que, ao sair em campo, esteja preparado para qualquer eventualidade que possa surgir.

A investigação prévia consiste em uma sistematização das informações coletadas junto ao cliente que contratou o serviço, como as suspeitas que ele possui, informações sobre a rotina do investigado, locais que ele frequenta, entre outros dados relevantes para a construção de um esboço que possa direcionar os passos do investigador.

A ação do detetive durante a investigação

Após conhecer como o investigado age no dia a dia, inicia-se a fase de investigação com o acompanhamento dos passos do investigado, 24 horas por dia, enquanto for necessário para confirmar ou refutar as suspeitas iniciais.

É nessa fase que o auxílio de equipamentos será vital para a atuação do detetive particular que, munido de recursos, como câmeras de longo alcance, escutas, GPS, entre outros, poderá manter a investigação de forma discreta e com mais chances de sucesso.

O suporte dos equipamentos também é o que permite que a investigação obtenha provas mais fidedignas, aumentando a segurança do investigador durante o processo e também do próprio cliente que terá a suspeita relevada.

O final da investigação particular

Após os cuidados prévios realizados pelo detetive particular e a atuação com o auxílio de equipamentos tecnológicos mais modernos, que permitem obter provas com mais qualidade, tem início a elaboração do relatório final, o qual irá relatar os resultados obtidos com a investigação.

O relatório final, assegurado por meio de contrato, reúne todas as etapas do processo de investigação e as provas recolhidas em cada uma das etapas.

As provas podem ser apresentadas ao cliente por meio impresso, como fotos, por exemplo, ou mesmo com áudios e filmagens, sendo imprescindível que tais exigências estejam presentes desde o início no contrato firmado entre o investigador particular e cliente.

Compartilhar Post